Banda Sampri gravará CD ao vivo em comemoração aos 17 anos de “resistência”

0
2
Foto: Guilherme Molento

Completando 17 anos de carreira em 2019, o Sampri celebrará sua trajetória com o registro ao vivo do DVD “Resistência”, na próxima terça, 28, às 19h.

Contemplado pelo FMIC – Fundo Municipal de Investimento à Cultura em 2018, o projeto de gravação do DVD Resistência saiu do papel e o sonho se tornou viável com a realização do registro e confecção do produto cultural.

As meninas, como são carinhosamente identificadas pelo público, escolheram um palco bastante conhecido dos campo-grandenses, em um dos mais belos cartões-postais da capital morena: a Concha Acústica Helena Meirelles, situada no Parque das Nações Indígenas. A relação do Sampri com este espaço já é antiga e os shows que o grupo apresentou por lá ao longo desses anos contabilizam expressivo número de espectadores. A aposta foi certeira: “Vamos gravar na Concha”, afirma Luciana, empresária, cantora e percussionista do Sampri.

Formado por três irmãs, Magally (cavaquinho), Luciana (voz e pandeiro) e Renatinha (voz e violão), o Sampri hoje integra o rol dos maiores expoentes do samba e variações de samba em Mato Grosso do Sul. No portfólio, apresentações em diversas cidades do MS, além de Festivais no interior paulista, cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Distrito Federal, Ceará e Pernambuco e um CD autoral lançado em 2013.

“Resistência” é título de uma das canções de autoria da Renatinha, e foi o nome escolhido para batizar o DVD. “É um nome forte, pleno em representatividade. A música que leva esse título fala sobre fé, esperança, força, luta, trabalho e arte. Fala sobre o artista que corre atrás dos seus sonhos, matando os leões pelo caminho. É a nossa história e a história de muitos como nós”, esclarece Renatinha. O DVD contará com 09 canções autorais, entre inéditas e regravações do CD “Um Bom Samba Faz Bem”. “Menino Travesso” e “É Samba de Roda, Sinhá” estarão no repertório, que mesclará ainda 02 faixas com canções reconhecidas nacionalmente.

“Esse sonho é nosso, coletivo, de todos os amigos e fãs que torcem pelo nosso sucesso. Por isso da escolha de um espaço público, gratuito e acessível”, defende Luciana. Além dos percussionistas Adriano Coelho e Cristiano Duarte que acompanham o Sampri há anos, estarão presentes no show o tecladista Felipe de Castro, o contrabaixista Alex Mesquita, o baterista Wlajones Carvalho e o multiinstrumentista e regente Bibi Carvalho. Alunos de música do Sesc Lageado farão participação especial no show.

O projeto é uma realização da Prefeitura Municipal de Campo Grande, Sectur, e conta com apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Fundação de Cultura do MS e do Sesc MS.

Serviço:
Gravação do DVD Sampri Resistência
Data: 28 de Maio de 2019 (terça-feira)
Horário: 19h
Local: Concha Acústica Helena Meirelles – R. Antônio Maria Coelho, 6.000 – Parque da Nações Indígenas
ENTRADA FRANCA E CLASSIFICAÇÃO LIVRE

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA